domingo, 14 de novembro de 2010

Look: Spencer Hastings - Pretty Little Liars

Primeiramente gostaria de pedir mil desculpas, por estar tanto tempo sem postar! Estou com tanto trabalho, que realmente estou sem tempo para cuidar do meu blog. =/ Mas prometo que não vou deixar aqui abandonado não! :)
Resolvi postar sobre o Look da Spencer de Pretty Little Liars. O da Aria e da Hanna vocês podem conferir nos link's. ;9
Particularmente, a Spencer é a personagem que eu mais gosto! E adoro o estilo dela.

Spencer Hasting (Troian Bellisario): 


Spencer é amiga de mais quatro meninas, dentre elas Alison; que descobre que a mesma está tendo um relacionamento com o namorado de sua irmã. As duas tem uma séria discussão sobre isso, pois Alison quer que Spencer conte para sua irmã Melissa, toda a verdade. Anos depois do desaparecimento de Alison, essa situação se repete. Spencer se envolve com o noivo de Melissa. Porém, dessa vez ela descobre tudo. Spencer, para tentar preservar sua relação com a irmã, termina seu relacionamento com o ex-cunhado e começa um novo namoro com Alex, que guarda algum segredo de sua mãe. (Ou seja, ela pega todo mundo na série. E todos são lindos!)
O estilo da Spencer é um básico + clássico. Sempre usando alguma peça de alfaiataria.


Sapato Oxford, camisa, calças largas; Tudo sem equilibrar com algo mais feminino.

Spencer é fã de casacos e jaquetas lindas, e geralmente usa com alguma peça mais básiquinha.

Adora camisas xadrez e muitos cintinhos para marcar o look.

Suas bolsas são lindíssimas e sempre maxi's. Adepta de meias, sempre usa alguma 3/4 ou rendada fofa.

A maquiagem dela é totalmente natural. No seriado, ela quase nem aparece de batom. Uma vez no baile de formatura, ela apareceu com um bocão vermelho, e só. O cabelo é bem ondulado, mas às vezes ela deixa bem lisinho. (Prefiro assim.)







quinta-feira, 4 de novembro de 2010

- Liz, pode ir. Os meninos vão tá lá. - Ane disse.
- Não. Eu não vou te deixar sozinha aqui passando mal. - Falei.
- O Mateus vai estar lá.
- E daí? Não vou não, outro dia a gente combina de sair com eles.

Quando chegamos na casa da Anelise ela estava se sentindo mal e não saímos. Ficamos em casa. Mandei uma mensagem pro celular do Mateus. "Não vamos mais, outro dia combinamos de sair."
E foi assim mesmo. No outro dia deixei um scrap pra ele. "Vamos sair, vem pra cá a gente vai lá pra pracinha!"
Essa pracinha é bem do lado do prédio da Ane, e tem vários barzinhos e restaurantes; lá sempre é lotado porque o bairro dela é um bairro universitário. E é onde moramos e bebemos sempre.

- Oh Liz, você chamou quem pra ir com a gente? - Ane perguntou.
- O Mateus, Fernando, Walter, Luciano e o Paulo. - Respondi.
(Luciano, sei lá quantos anos , cientista da computação e colega de trabalho do João. Alias, foi assim que conhecemos ele, através do João, indo para uma festa em uma cidade do interior de São Paulo. Já o Paulo, 23 anos, internacionalista, é um amigo, meu que eu conheci quanto ainda morava em São Paulo e estudava no 2º colegial, já fiquei com ele, e toda vez que eu vou para lá a gente sai, ele é todo carinhoso, lindo atencioso e eu sempre tenho a sensação que ele quer ficar comigo; mas ele nunca tem iniciativa alguma!)
- ESPERA AI LIZ MARINHO! - Ane disse.
- O que - Falei.
- Você chamou o Mateus, o Fernando, o Paulo e os dois amigos do João que provavelmente vão chama-lo para o mesmo lugar? E nessa situação você faz uninidunide e escolhe quem você pega? É isso? E você ligou pro João, ou nem? - Ele brigou comigo.
- Eu já falei que não vou pegar o Mateus, o Fernando eu também não pego, ele só dá em cima. O Paulo dá em cima e não faz nada. E não eu não liguei e nem vou ligar pro João. Relaxa, mesmo se ele vier, está tudo na mais perfeita calma! - Respondi.
- Você fala isso agora que são duas da tarde, deixa eu ver isso as dez da noite, na hora que você tiver bebido. Tchau, vou pra aula- Ela falou.

Mas tarde, quando já estávamos saindo, o Paulo me liga.
- Liz, estou na sua porta.
- Ah, sobe aqui então. - Estamos quase prontas.
Ele subiu, comprimentou a Ane, conversamos e na primeira oportunidade que tive virei para a Ane e disse.
- Acho que não quero ficar com ele.
- OI, QUE? Você é estranha sabia menina! Ele chegou em você? - Ela falou.
- Não. Mas ele é muito lerdo. Sei lá. - Respondi.
- Ai Liz, não começa. Ele é tímido. Vamos embora.
 Saímos, encontramos com o Fernando e Luciano no bar. (Mateus não tinha respondido meu scrap, e o Walter me ligou falando que ficaria até mais tarde no trabalho e não poderia ir.)
- Viu Ane você se preocupou atoa.
- Ainda bem que o Mateus não veio. Vou tentar descobrir cadê o João. - Ela falou.
- O Luciano, cadê o João? - Anne perguntou.
- Acho que tá viajando - Ele respondeu.
Ela me olhou, e eu fiz de boba. Fingi que não queria saber. Comecei a beber, todos bebemos, saímos de lá bêbados e felizes. Fomos pra casa da Anne, beber mais.
- Nando Reis, você vai dormir aqui com a gente hoje né? - Falei.
- Só se você me pegar Liz. - Ele respondeu rindo.
- Hahahaha, estou falando sério.
- Eu também, você só me ilude. Tem anos que eu quero te pegar e você não me dá bola.
- Tá bom Nando Reis.
Conversamos mais, rimos mais e bebemos mais. Até que eles resolveram ir embora. (O que eu acho erradíssimo! Todo deveriam dormir lá na casa da Ane, e não pegar carro algum!)
- O Fernando, eu te levo lá cara. Moro perto de você. - Luciano falou.
- Não, ele vai dormi aqui com a gente, pelo velhos tempos que ele morava aqui. - Falei.
- Ah, vocês são toscas, me fazem dormi aqui e depois entram no quarto e vão dormir e me deixam sozinho. Nenhuma me pega. Vou pra casa. Você só joga fogo Liz. - Fernando Reis falou.
Fiquei sem graça, porque ele falou na frente do Paulo. Calei a boca, e nem desci com eles. Despedi lá mesmo. Não queria ficar sozinha com o Paulo.
- Liz, não te entendo. - Ane falou.
- Ane queria pegar o Nando Reis. - Falei.
- Hahahaha. Para de chamar ele assim. Sabia, você não me engana. Mas o Fernando é primo. (Porque a Ane é como se fosse uma irmã pra mim, fato!) - Ela falou.
- Pior não isso.
- O que é?
- Quero pegar o Mateus também.
- Mas até de tarde você não queria. Que horas que você resolveu isso menina?
- No bar. Na hora que o Paulo pegou minha mão.
- Liz, você é louca.
- Eu sei.
- E o que você vai fazer.
- Não sei.
- Fernando e Mateus são amigos.
- É, eu sei.
- Você é louca. Se defenestra!

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Hidratantes

No twitter me perguntaram qual hidratante uso para cuidar da minha pele. Bom na verdade eu tenho paixão e vício por hidratantes já que andando muito no sol e sempre passo junto com o protetor solar. Por isso ainda não costumo usar muito perfume de dia, (me dá dores de cabeça) então mais uma vez eles são minha salvação e cada vez mais me apaixono por várias marcas e cheirinhos.

1 - Hidratante Desodorante Corporal Frutas Vermelhas da Natura. Para pele seca. 400 ml. R$29,80. Adoro esse hidratante, é o que mais uso no dia-a-dia por ter um cheirinho bem suave. Tem refil.
2- Body Lotion Enchanted Apple da Victoria's Secret. (Maçã Vermelha, Jacinto Aquático e Almíscar). 250 ml. $7,00. Geralmente uso de noite, porque os hidratantes da Victoria's tem um cheirinho mais forte e esse é meio doce.
3- Loção Hidratante Erva Doce da Avon. Com Vitamina E. 400 ml. R$18,00. Sinceramente não achei que tivesse cheiro de erva doce não. Eu até gostei do hidratante, mas não achei que realmente tivesse cheirinho então passo uma colônia refrescante de erva doce junto.
4- Iogurte Hidratante Para o Corpo Morango e Goiaba da Avon. 220g. R$12,00. Comprei e quase não uso, achei muito doce.
5- Hidratante de Banho Leite e Mel do Boticário. 200g. R$ 24,90 Adoro esse hidratante porque além de ter um cheirinho bem delicinha, você usa ele durante o banho. Então é ótimo tomar aquele banho, passar e ir dormir toda cheirosa.
6- Leite Hidratante Corporal Laka do Boticário. 200 ml. R$29,90. Dá vontade de comer! Sem mais o que falar! ADORO.
7- Body Lotion Love Spell da Victoria's Secret. (Pêssego, Flor de Cereja e Jasmim Branco). 250 ml. $7,00. Meu preferido, mas também uso geralmente a noite combinando com os outros produtos da linha.

8- Creme Para Corpo e Mãos de Morango da Iyosei. 240 ml. Esse hidratante foi presente que um amigo trouxe pra mim da Argentina, só que ele é anti-idade. (Tudo bem, eu não estou tão velha assim para usar um creme anti-idade) Mas ai olhei para esse meu amigo e falei: Adorei o presente, mas você me acha velha? E ri. Ele como o bom homem que é, não entendeu nada e disse que para ele todos os creme são iguais e que só escolheu esse porque o cheiro era bom. (Então, eu uso assim mesmo! Antes prevenir né?)


9- Hidratante Desodorante Corporal Loção do Amor Morango com Champagne da Jacques Burnier. 200 ml. R$10,00. Confesso que comprei pelo nome, Loção do amor. Estava andando no shopping e tinha uma promoção, ai viu né?

Gostou do post? Sugestão para o próximo. Deixa aí nos comentários. ;)

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Look do dia - Festa

Looklet

Sai para balada final de semana passado com um look parecido com esse. Quem gostou marca aí como bonitinho, senão só marcar que me achou uma bêbada.

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

- Liz, olha ai; esse que é o cara que vem aqui e fica ligando para todas as mulheres... Falando que quer namorar e tal. - Anelise me disse por msn.
- Nossa, que tosco! - Respondi e me levantei e fui até ela.
Estava na lan house que ela trabalha, fazendo companhia e tentando escrever um artigo. Enquanto mais conversamos que eu necessarimente escrevia alguma coisa. Até que nossa conversa foi interrompida por um conhecido. (E belo conhecido). Mateus, 21 anos, estudante de jornalismo e irmão de um amigo nosso de colégio tinha acabado de chegar. E quando nós estudavamos com o irmão dele, eu era bem mais próxima dele.
- Oi Liz, tudo bem? - Ele me comprimentou sorrindo.
- Oi Mateus, tudo ótimo. Que camisa feia que é essa? - Respondi rindo. (Ele estava com uma camisa do São Paulo, e eu sou Palmeirense.)
- Que feia nada! Te vi ontem no bar.
- E por que você não desceu?
- Ah, os meninos estavam com pressa.
- Entendi.
Ficamos conversando por horas, até que meu celular tocou. Vi que o número era de Curitiba e fui atender lá fora.
- Alô
- Oi Liz, é o Saulo. Tudo bem?
- Tudo bem, e com você? - Respondi supresa.
- Tudo ótimo. Então, estou te ligando para te chamar para sair. Topa?
- Claro, mas essa semana eu estou em São Paulo. Vim fazer um concurso aqui.
- Ah sim. E quando você volta?
- No domingo.
- Então eu te ligo de novo. Pode ser?
- Pode sim.

Voltei para a lan house, e a Ane e Mateus ainda estavam conversando.
- E o que vocês estão pensando em fazer hoje? - Ele perguntou.
- Não sei. - Ane respondeu.
- Vamos no bar do Tavinho. - Falei
- Pode ser. - Ane concordou.
- Vou chamar os meninos então. Que horas vocês vão? - Mateus falou.
- Logo quando eu sair dessa prisão. - Ane riu.
Nisso fiz alguma brincadeirinha com ele, tipo uma "esbarradinha" ele riu e falou.
- Ai Liz, doeu.
- Nossa sao paulino frouxo. - Ri.
- Doeu mesmo. - Disse rindo.
- Depois eu dou um beijinho e passa.
E ele ficou sem graça. Não falei mais nada. Continuamos conversando por um tempo e ele foi embora depois.
- Liz, que cantada barata ehn? - Ane falou.
- Como assim?
- Ah, dou um beijinho.
- Nada a ver. Conheço ele tem tempos, ele é irmão mais novo do Lúcio. Quando ele queria beber cerveja nas festas ele sempre pegava meu copo.
- Mas ele entendeu como cantada.
- Nada a ver, ele é brother.
- Aham Liz. Me fala isso depois que você tiver pegando ele hoje. Aí sim quero ver.

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Chegamos em São Paulo e fomos direto para um bar que fica perto da casa da Anelise, o bar do Otávio. Sempre que vou para lá, vamos nesse bar e encontramos pessoas conhecidas. É como se fosse um ritual.
- Oh menina, você aqui de novo? - Otávio falou pra mim.
- Mais uma vez Tavinho. E sempre que puder. - Respondi.
- Não sei porque ela não muda para cá de uma vez. - Ane disse.
- Cerveja? - Otávio perguntou.
- Não, hoje vai coca mesmo, que a recassa tá grande. - Ane brincou.
- Anelise? Você tomando coca-cola? Negando a cerveja? - Otávio brincou.
- Para você ver.
Começamos a conversar, beber coca-cola e comer batatas-fritas. Até que apareceu o Fernando, 21 anos, estudante de publicidade. Um amigo nosso, que já tinha morado no Ap da Ane e mudou à pouco tempo para morar mais perto da faculdade.
- Liz, você aqui? - Ele veio me comprimentando.
- De novo, e dessa vez você nem está lá no Ap para a gente sair, fazer farra. - Ri.
- Dá nada não, eu durmo essa semana lá com vocês. Até que dia você fica aqui? - Fernando falou.
- Uma semana. - Respondi.
- Ah, então tem tempo. Vou indo porque os meninos estão no carro me esperando, passei só porque vi vocês aqui. - Ele falou.
- Manda os meninos descerem. - Ane falou.
- Ah, eles estão com pressa. Amanhã eu ligo para vocês, e a gente combina de sair. - Ele falou já se despedindo.
Logo depois que o Fernando saiu, chegou um amigo nosso. Walter, não sei bem quantos anos, e nem sei sua profissão, com a namorada.
Sentaram na mesa com a gente e começaram a conversar. O Walter mora com o João, e eu não havia ligado para ele ainda, avisando que estava em São Paulo. E eu estava achando que o João estaria viajando a trabalho, então não tinha muita certeza se ele estaria lá. De todo o jeito, o Walter iria contar que eu estava na casa da Ane.
Anelise, resolveu então perguntar como quem não quer nada sobre o João.
- E o João?
- Não sei, tem dias não o vejo. Deve estar viajando. - Ele respondeu
Ane olhou para mim, mas não falei nada. Continuamos apenas conversando coisas atoa, até o final da noite. Walter nos deixou na casa da Ane, quando fomos embora.
- Vamos combinar de sair essa semana. - Ele falou.
- Demoro. - Ane disse.

Quando entramos, ela olhou para mim e perguntou.
- E aí, vai ligar para o João?
- Não ainda. - Respondi.
Não falamos mais sobre o assunto. Mas sabia que não ficaria somente naquilo. Quando se trata do meu caso, se assim posso chamar com ele, sempre fica nesse tal de ainda.

sábado, 9 de outubro de 2010

Look do dia - Festa na casa dos amigos.

Ontem rolou festinha de uma amiga minha. E é claro que eu fui para lá beber, dançar e comer.Ontem teve. ;) Meu look.
Se vocês gostaram marquem bonitinho. Se não, te achei uma bêbada.

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Shampoo e Condicionador Granado - Sálvia e Confrey

Eu sou completamente apaixonada pelos produtos da Granado! Todos que já usei, recomendo de verdade porque acho todos muito bons. Mas agora estou encantada com o shampoo e o condicionador de sálvia e confrey da linha terrapeutics, para cabelos oleosos. (Infelizmente eu sofro desse problema, e tenho que lavar meus cabelos todos os dias!) Começei a usar os dois produtos e precebir que além do meu cabelo ficar com aquele aspecto de limpinho por muito mais tempo, ele ficou mais brilhante e com menos frizz. E o cheirinho ainda é muito bom! Recomendadíssimo! E os produtos não são caros, é um preço muito justo para o retorno que tive.

Shampoo
Preço: Shampoo 7,50 no site.
           Condicionador 8,65 no site.
Onde comprar: Pela internet.
Rio de Janeiro:Rua do Lavradio, 32. Lapa
Rua Primeiro de Março, 16. Centro
Rua General Artigas 470, Loja A. Leblon
São Paulo:Rua Haddock Lobo, 1353. Jardins
Avenida Chedid Jafet, 131 / 3° piso Villa Daslu – Vila Olímpia
Brasília:Park Shooping 2º piso (loja 248)
Belém: Travessa Quintino Bocaiúva, 676. Reduto
Condicionador
A junção da Sálvia e Confrey deu origem aos shampoo e condicionador com ações adstringentes, antioxidantes, emolientes e hidratantes. O Confrey é uma planta conhecida desde a antiga Grécia, indicado para o rejuvenescimento. A sálvia é originária da região Mediterrânea, considerada pelos romanos como erva sagrada.
Fonte: http://www.viadeacesso.com.br/v2/revista/Beleza/?id=2673


   E para pedir dica de baratinhos bons, só deixar nos comentários!

sábado, 2 de outubro de 2010

Iríamos para a balada, lindas, sensuais e a pé. Sim, a pé! (Essa vida de viver sem carteira e sem carro não está dando mais!) Mas só fomos andando porque a boate era aqui pertinho de casa, realmente o táxi iria rolar só na hora de voltar.
Enquanto andávamos, Alice começou a me contar umas coisas.
- Liz, eu estou meio chateada com o Tigrão. - Ela falou
- Por que? - Estanhei, os dois são um casal tão gracinha.
- Ah, hoje chamei ele para sair com a gente, e quando é para ir em boate ele não vai. Eu até entendo, porque ele não gosta e tal, mas eu sinto falta. Aí eu chamei ele para vir hoje, e além de irmos para a boate, ele falou que estava cansado e ia para casa.
Não disse nada e fiquei pensando. Aquela não era a primeira vez que Alice reclamava que Tigrão não ia com ela em alguns lugares que ela gostava. Ele sempre saia com a gente, mas para barzinho, festas em casa de amigos e às vezes até ia em algumas boates. Mas mesmo quando ele não ia, ela não deixava de sair com a gente, assim com ele também saia sozinho com os amigos dele.

- Gente, quero conhecer essa tal boate que vocês falam tanto. Então chega de papo ruim, e vamos beber e ser feliz! - Anelise falou.
- E isso aí Ane! - Alice concordou.

Entramos na boate, estava lotada de gente. E fomos em direção ao bar, pedi meu martini, Alice sua eterna caipirinha e Ane, sua cerveja de sempre.

- Alice, olha aquele menino ali. Parece com o Marcelo, amigo do Tigrão. - Falei.
- Nossa Liz, nada a ver. - Ela me respondeu.
- Ah é sim, e ele é gatinho.
- Vai lá então, faz com que ele te veja.
- Vamos beber lá perto então. - Respondi com aquele olhar. 

Ficamos conversando um tempo ali perto, e nada do cara olhar. Ele estava sentado em uma mesa com os amigos bebendo cerveja e conversando e mais nada. Já tinha até me esquecido do menino quando chegou um conhecido da Alice e nos comprimentou. Ele era amigo de alguns amigos nossos. E começou a conversar com ela.
- Liz, eu estou achando que esse cara é gay. - Ane falou.
- Que cara? Esse que está conversando com a Alice?
- Não, o que você achou bonito.
- Ah, normal. Até já tinha me esquecido dele.
- Ele está ali sentado com um monte de amigos, não olha para mulher nenhuma. E você com esse vestido lindo. Decotado nas costas.
- Eu pego ele gay. Hahahaha. Mas isso seria Carol demais. Vamos no bar.

Fomos no bar, e Alice e Ane resolveram pedir tequila, o tal amigo da Alice foi junto e pediu também. Nisso o barman virou para mim e perguntou:
- E você, não vai tomar tequila?
- Não, sou fraca para isso.
- O que você toma então?
- Martini.
- Espera ai então.
E logo ele voltou com uma dose e me entregou. Assim do nada. Agradeci ele e ele ainda pegou um canudinho e fez um anel de compromisso e colocou no meu dedo. Anelise começou a rir, aproveitou a situação e falou:
- Aproveita e pede o DJ um funk aí.
- Pode deixar. - O barman respondeu.
- Mas mulher consegue mesmo tudo o quer né? - Um cara que estava do meu lado e viu toda a cena veio brincando e conversando comigo.
- Nem sempre. Só quando estamos maquiadas e de salto alto. - Respondi.
- Prazer, Talles.
- Prazer, Liz. Essas são minhas amigas, Alice e Anelise.
Ficamos por ali dançando e conversando. Até que apareceu um cara e perguntou alguma coisa para a Alice.
- Ane, esse cara é amigo daquele que eu tinha achado bonito. - Falei.
- Sério? - Ela respondeu.
- É.
E ai ela puxou a Alice e falou alguma coisa, e a Alice riu e começou a conversar com o tal menino.
- O que você falou? - Perguntei para Ane.
- Falei para a Alice que ele era amigo do cara e falei para ela convidar eles para vir para cá. - Ane falou
De repente o carinha que eu estava de olho, no começo da festa chegou e começou a conversar comigo e com a Ane.
-Prazer, Saulo.
-Anelise, e essa é a Liz.
Ficamos conversando um pouco até que a Ane me deixou sozinha com ele, nisso o amigo da Alice me puxou do nada e falou que queria conversar comigo. Disse que estava conversando com o Saulo, e ele começou a me puxar e a falar algumas coisas sem nexos.
- Adorei te conhecer. Você é muito legal, bonita. Eu conheci a Alice por causa de um sítio que fomos...
- Aham. - Respondi e quando olhei o cara que eu realmente estava interessada, estava saindo. - Eu vou ali conversar com ele. - Falei de maneira curta e grossa para ver se o garoto entendia.
- Depois quero conversa com você. - Ele respondeu (E pelo visto, não!)
- Vamos sair daqui - Falei para Anelise e para o Saulo.
- Vamos, Alice vem. E dá o perdido nesse amigo seu. - Ane falou sem deixar que ninguém mais ouvisse.
- Obrigada Ane. Te devo uma.
- Quem era aquele Liz? - Saulo me perguntou.
- Um amigo da Alice que conheci hoje. Não sei direito. - Falei.
- Vamos ali comigo então. - Ele falou.
Sai com ele, conversamos mais e perdi a noção do tempo. Ficamos muito tempo em algum lugar naquela boate que nem sabia mais onde estava.
- Acho que preciso procurar minhas amigas. - Falei
- Você volta aqui? - Ele me perguntou
- Volto.
- Me passa seu telefone.

E sai para procurar minhas amigas, encontrei com o Talles e perguntei se ele tinha visto elas. Até que elas acabaram me encontrando.
- Liz, eu estou puta de raiva. - Alice disse.
- Porque? - Falei
- Uma amiga minha e do tigrão chegou aqui e me perguntou se havíamos terminado. Porque ele está em um barzinho aqui do lado bebendo todas com os amigos dele. Isso porque ele me disse que ele não vinha com a gente porque ia para a casa dormir. Eu vou para casa. Que raiva.
- Calma Alice. Vamos lá pagar então.
Enquanto estávamos na fila para pagar o Saulo chegou com amigo dele.
- Você vai embora?
- Vou, minha amiga brigou com o namorado dela. Ela está meio chateada.
- Não vai não.
- É Alice, vamos ficar mais. A gente bebe uma pinga e você esquece. - Ane falou
Ela olhou para mim sem saber o que fazer.
- Você quem sabe, se quiser ir vamos. - Respondi.
- Vou ficar. Alice disse.
- Então vou roubar a amiga de vocês de novo. - Saulo falou.
Fiquei até o final da noite com ele, quando a Ane veio me chamar porque a Alice estava chorando no banheiro, e conversando com um amigo do Tigrão. Quando cheguei para ver o que estava acontecendo, ela estava meio bêbada, e com muita raiva e não queria conversar com ele. Pedi para que ela passasse o telefone para mim, mas não adiantou nada. Ela desligou e falou que ia embora. E saiu da boate sem nem esperar que eu e a Ane pagasse para ir com ela. Fiquei louca de preocupação. E quando fui pagar o amigo do Tigrão estava na fila também.
- O que você está fazendo aqui? - Perguntei.
- Viemos atrás da Alice. - Ele respondeu.
- Ela foi embora sozinha. Bêbada.
Sai atrás dela com a Ane, tentando ligar no celular dela e nada dela atender. Ligava no do Tigrão para avisar que ela tinha saído sozinha e nada dele atender. Até que chegamos perto de um ponto de táxi ali perto e os dois estavam sentados conversando. Fiquei muito brava.
- Dá próxima vez que você quiser sair sozinha bêbada por ai, pelo menos atende esse celular para eu ver que você está bem e acompanhada! E avisa que não precisa sair da balada por sua causa.
E fui embora com a Ane, já tinha perdido a festa e nem tinha me despedido do meu Saulo mesmo. Íamos para casa.

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Nós 3.

Ontem estreou a nova temporada de Nós 3 um reality show exibido pelo Multishow, que está ao ar desde o dia 7 de outubro de 2009. O programa narra a vida de três amigas: Cix, Yasmin e Dika, moradoras do Rio de Janeiro.

As personagens:
Cix
Cix tem 23 anos, faz desenho industrial e está preocupada com o projeto final do curso. Ela namora, mas não deixa de sair com as amigas. É muito ciumenta e ansiosa.  Depois de se despedir do namorado americano, que ficou aqui por seis meses, Cix só pensa em concluir o seu projeto final na faculdade. Aliás, esta é a sua grande aposta. Ela quer trabalhar nele para o resto da vida.

Quanto ao namorado, Cix o conheceu quando foi morar em San Diego com Dinha e uma outra amiga Manu. Ela morava em um albergue e vendia flores de madeira num parque para se sustentar. Quando voltou para o Brasil, eles passaram a se falar diariamente pela internet. Para sair, basta avisá-lo. Cix não deixa de aproveitar a noitada com as amigas, mas é fiel.

Yasmin

Yasmin tem 21 anos, estuda publicidade e sonha em trabalhar com moda. Ela tem dois irmãos mais velhos e uma mais nova. Adora curtir um show e ir à praia.
Yasmin estudou na escola alemã no Brasil, já morou na Suíça por 5 anos e, hoje, divide apartamento com um dos irmãos. Por isso, sabe de suas responsabilidades com as contas da casa, os afazeres domésticos e, às vezes, não pode participar da vida agitada das amigas Cix e Dinha.

Yasmin fez dois períodos na FACHA, mas está cursando publicidade na ESPM. Ela fala cinco idiomas e estagia em uma empresa de acessórios e calçados femininos. Está confiante e animada no trabalho. Quando chega em casa à noite, Yasmin adora ver Heroes, Lost e The Hills, sempre episódios baixados na Internet. É fã de Los Hermanos e Radiohead.

Dika
Uma das melhores amigas de Dinha, ela que assume seu lugar no trio. Récem reparada de um casamento, a jovem tenta se readaptar à vida de solteira tendo ajuda das duas companheiras.

Por que assistir?
Bom, esse programa me lembra as minhas baladas com as minhas amigas e todos os momentos que passo com elas. Acho que todas nós temos momentos assim com nossas amigas. Só que em vez de sermos nós 3 no meu caso nós 8 ou nós 11 ou nós 15 ou nós 30, 50 dependendo da situação! E são todos momentos únicos que passo com elas. (Tanto é que me rendeu esse blog, só para contar as histórias!)

Horário:
Quarta: 22:00
Reprise - Quinta: 17:30
                Sexta: 14:30
                Domingo: 8:00
                Segunda: 13:00
                Quarta: 6:30

Na Multishow

Vídeo da primeira temporada:
Só para deixar todo mundo com vontade de ver.

terça-feira, 28 de setembro de 2010

- Não tem coisa pior do que ir para São Paulo sem você lá. É a mesma coisa que ir em uma festa e não beber martini. - Falei emburrada.
- Não tenho culpa se meu congresso era na mesma data do seu. - Anelise respondeu.
- Mesmo assim. Foi péssimo.
- Mas agora eu estou aqui, e daqui alguns dias você vai voltar para São Paulo, saímos lá. Para de reclamar sua chata. Mas me conta como foi a história do João.

Tinha acabado de voltar de São Paulo, e Anelise praticamente tinha chegado comigo. Ela estava vindo do Sul, estava em um congresso lá, e veio direto para Curitiba porque teria outro congresso aqui. Eu estava reclamando porque sempre que vou a São Paulo meu hotel é a casa dela, e dessa vez foi a casa do João/alojamento da USP. (E São Paulo sem ela não é a mesma coisa. Não mesmo!) A Ane conhecia o João melhor que eu, e sabe toda minha história e vai e vem com ele. Enfim, está cansada de todas as minhas reclamações e paixõezinhas por ele.

- Ai Liz, porque você não ligou para ele? Isso de mensagem dá mil interpretações. Ligasse. - Ane falou.
- Sei lá Ane, mensagem foi mais fácil, eu fiquei com raiva. Alias, eu estou. - Respondi.
- Ah, e agora você vai deixar de ficar com ele por causa disso?
- Não sei.
- Ele sabe que você vai para São Paulo semana que vem de novo?
- Sabe, eu falei.
- Então ele vai aparecer lá em casa depois do serviço, estou até vendo.
- Uai deixa ele ir.

Nisso meu interfone tocou, era a Alice, que já estava subindo.

- Oi Ane, a Liz falou que você viria. - Disse ela, já abrindo a porta.
- E aí Alice, beleza? - Ane respondeu.
- Passei aqui para ver se a Liz estava viva, porque ela só viaja né? Não sei porque já não deixa essa mala pronta. Enfim. Que vocês tão pensando em fazer? Vamos sair? -Alice disse.

Ane não pensou nem um minuto, peguei meu celular e fui ligar para minhas amigas, iríamos para balada.

domingo, 26 de setembro de 2010

Liberdade ou Paraíso?

- O que você respondeu para ele Liz? - Marcela me perguntou enquanto tomávamos café da manhã em alguma lanchonete na USP.
- Que você está me arrastando para o Liberdade, aí que se ele quiser encontrar comigo lá ou senão depois do almoço já estamos de volta na USP; mas que por volta das 21:00 horas vou embora. Ai ele vê que horário é melhor para ele me encontrar. Não sei se ele tem aula, não deu tempo de saber nada... Sabe? - Ri.
- Ah Liz, já te pedi desculpas. Relaxa hoje você conversa muito com o seu geólogo. Ele podia mesmo encontrar com a gente lá, ainda servia de guia. - Marcela riu.
- Coitado, você vai me arrastar por todas aquelas lojas e ainda vai querer leva-lo junto? Ele não vai ter paciência Mah. Homem nenhum tem. Vamos porque vai ficar tarde.

Saímos em direção ao metrô, já que o transito naquele horário estaria uma loucura e se fossemos de ônibus, iríamos demorar muito tempo para chegar lá. E eis que meu celular toca, tinha recebido alguma mensagem.

- É o geólogo? - Marcela perguntou.
Olhei a mensagem e li o seguinte: "Boa viagem mocinha, vai com Deus!"
- PUTA MERDA! O que ele quer? Que indecisão é essa? E que mocinha o que,mocinha eu era antes de conhece-lo. Ah que nojo. - Comecei a falar, e ainda bem que não foi alto, porque senão seria expulsa do metrô; com certeza!
- QUE ISSO LIZ? Ficou louca? - Marcela me olhou assustada.
- Isso é a mensagem que o João me mandou. Olha só. Ele está de brincadeira comigo, só pode.
- Liga pra ele. Fala que você ficou com raiva de ontem, que não entendeu o porque da mensagem. Ou chama ele para almoçar com a gente.
- Não, já chamei o Gustavo. E outra não aguento essas alterações de humor do João não. Ele não se resolve e me faz de boba.
- Ah Liz, ele foi tão gracinha. As vezes foi um mal entendido. Ele só falou que não queria sair, não que não era para você ir para lá.
- Mah, se ele achava que eu ia para lá, porque ele não ligou? Sei lá.

Então fiquei calada, durante o resto do caminho. Até que me dei conta que iríamos ter que fazer uma baldeação, desceríamos em Paraíso. Senti um aperto no coração, mas continuei calada.

- É aqui que o João trabalha né Liz? Ouvi ele falar que sempre descia no Paraíso quando vinha de metrô ontem. - Marcela me perguntou.
- É aqui sim Mah.- Tentei não render assunto.
- E o que vai ser Liz, paraíso ou liberdade?
- Como assim Marcela? Bebeu?
- Você não combinou com o Gustavo no Liberdade?
- Foi.
- Então o que vai ser? Paraíso ou Liberdade? João ou Gustavo? Não acho que paramos aqui atoa.

Nisso, o metrô chegou. Olhei para Marcela e respondi.

- Descemos aqui, porque esse é o caminho. Realmente não foi atoa. - E entrei no metrô. Iria para a Liberdade.

sábado, 25 de setembro de 2010

Sabonte Phebo - Frescor da manhã.

Minha avó sempre me falou sobre uns sabonetes da marca Phebo que eram todos muito bons, e que deixavam um cheirinho muito bom depois do banho. (Eu já conhecia os produtos e sabonetes da Granado e amava, mas nunca tinha experimentado os da Phebo.) Enfim, de tanto ela falar que eram bons, porque eram de glicerina e tudo mais (Vó sabe de tudo!) resolvi experimentar. Comprei alguns e adorei. Realmente deixam um perfume gostoso, que dura muito tempo. E minha pele ficou bem mais hidratada do que os sabonete convencionais.
Meu escolhido.
E o bom desses sabonetes é que eles são baratinhos! O meu escolhido foi o Frescor da Manhã (o mais cheiroso!) A linha conta ainda com sabonete líquido e desodorante (Só que não experimentei nenhum dos dois. =/) Preço: 1,75 (Aqui no site da loja) Onde Comprar: Geralmente as maiores farmácias e supermercados revendem os produtos da Phebo, (se na sua cidade não tem nenhuma loja, pelo site.)
Em São Paulo: DASLU Avenida Chedid Jafet, 131/loja 326 D.
No Rio: CENTRO Rua Primeiro de Março, 14/16 Lojas 2/3.
Em Belém: Travessa Quintino Bocaiúva, 676.
Em Brasília: Park Shopping 1º piso Loja 248.

Se quiserem alguma sugestão de outro baratinho muito bom, só pedir a dica nos comentários.

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Look: Aria Montgomery - Pretty Little Liars

Enquanto a série não volta (e nós vamos morrendo aqui!), prometi para minha amiga Marina que iria postar sobre o look's das personagens. O primeiro que fiz foi da Hanna e agora, vamos babar nas roupas da Aria. (Adoro as roupinhas que ela usa!)

Aria Montgomery (Lucy Hale):


Depois do desaparecimento da Alison, Aria se mudou para a Islândia com a família e ao retornar para os Estados Unidos conhece Ezra e começa a se relacionar com ele. Porém, ela descobre que Ezra é seu mais novo professor de inglês. Ela descobre que está repetindo o que seu pai fez no passado, ao se relacionar com uma ex-aluna e diante do fato de Ezra ser seu professor a relação dos dois é um eterno vai e vem. (Até que surge Noel, um rapaz que sempre foi interessado por ela; e que sinceramente eu espero que ela largue o tal professor para ficar com ele.)




O estilo de Aria se baseada na fórmula: vestido + bota + jaquetinha. (Lindos!)


Seus tons preferidos são cores mais fechadas, como marrom, beringela, preto e tons de verde escuro.



Nos esmaltes, ela usa cores fortes, mas sempre aparece com a unha azul ou verde.

Seus Seus vestidos geralmente são marcados por algum cinto, no meio da cintura.


E ela sempre usa alguma meia 3/4ou redanda, mas todas em tons escuros.


Já seus sapatos (Infelizmente as fotos estavam péssimas, e não achei os sapatos maravilhosos que ela usa! =/) geralmente são sandálias mais pesadas, botas ou ankle boot. Maxi-bolsas, e muitos colares ajudam a compor o look.

A maquiagem da Aria é marcada pelo olho bem escuro e muito blush. A boca é nada. Um gloss ou batom bem clarinho. O cabelo dela é bem bonito com alguns cachos mais nas pontas. Achei um vídeo no YouTube com o tutorial do make dela. Achei muito bom! (Se quiser ver só clicar aqui, só que está todo em inglês!)



domingo, 19 de setembro de 2010

Enquanto caminhamos em direção ao MASP, Marcela me perguntava mais sobre a noite passada.
- E o que vocês combinaram?
- Nada demais. Ele me falou que o Márcio te chamou para ir em uma balada sertaneja na quinta né? - Respondi.
- Foi. Mas eu sei que você não gosta, então falei que não sabia se você ia topar.
- Realmente eu não gosto, mas eu até topo. Uma vez ou outra eu não vou morrer. Mas o João falou que não é para ficarmos no alojamento mais, que devíamos ficar lá com eles.
- E nós vamos ficar lá? - Marcela me perguntou
- Acho complicado, o evento na USP dura até muito tarde. Vamos ter que pegar o metrô, acho melhor ficarmos na USP mesmo. Na quinta vamos para lá de novo. Mas qualquer coisa eu ligo para o João.
- OK. - Marcela riu.

Na quinta de tarde, resolvi mandar uma mensagem para o João perguntando onde iríamos, já que a Marcela queria saber se realmente ia rolar a tal balada sertaneja.
- Mah, ele respondeu. Falou que está muito cansado do trabalho e prefere uma coisa mais calma.
- Então me passa o celular aí, vou responder a mensagem. Vou mandar que a gente vai naquele bar perto da casa dele mesmo, pode ser?
- Por mim pode. - Respondi enquanto arrumava as minhas coisas para sair para o congresso.

Ele não respondeu. Fui para meu mini-curso. No meio da apresentação, Marcela pega meu celular para mandar outra mensagem para João e falar que iríamos sair tarde e que atrasaríamos. Quando ela volta, me mostra a mensagem, escrita o seguinte: "Estou muito cansado, e o Márcio vai trabalhar até tarde. Acho que não rola de sair." Olhei para Marcela, peguei meu celular e apaguei a mensagem. Não falei mais nada.
- Você não vai responder Liz? - Ela me perguntou.
- Não Mah.
E voltei a prestar atenção na apresentação. Quando saímos do mini-curso, Marcela que sabia que eu estava muito puta, foi conversar comigo.
- Liz, ele não falou que não era pra nós irmos para lá, só falou que não queria sair.
- Eu não vou Mah. Primeiro ele fica mais de um mês me chamando para vir para São Paulo ficar com ele, eu venho e ele faz isso? Não vou mesmo. E outra, ficou falando para ficar lá, dormindo lá. Tá bom, viu?
- Calma, Liz.
- Vou ficar.
- Então você não vai para lá mesmo, e nem vai responde-lo?
- Não. Nem uma coisa, nem outra. Nós vamos é para balada.

Não fomos para balada, mas só porque estava rolando uma festinha na USP mesmo e nossos amigos resolveram que iam para lá mesmo. Fomos junto. (Na verdade eu ainda estava com muita raiva até mesmo para sair para balada) Até que estava cheia de gente, mas festinha de faculdade é aquela coisa de sempre, uma banda de rock, cerveja quente e seus amigos otários e bêbados. Ficamos lá conversando com um pessoal que também estava no congresso, até que a Marcela resolveu que queria cerveja, saímos para comprar até que um cara começou a falar com ela. Eu nem vi e continuei andando.
- Liz, me espera. - Marcela me gritou.
Olhei e vi que o cara estava segurando ela, e não deixava ela andar, sair, se movimentar ou nada parecido. (Detesto esses caras!) E comecei a rir, não sabia o que fazer. Quando olhei para minha frente tinha um cara (muito gatinho) com um celular na mão.
- Atende aí. - Ele me falou.
Olhei sem entender nada. E ele olhando para mim, rindo e falou de novo:
- Atende, estou te ligando tem um tempo e você nada de me atender.
- É porque é interurbano. - Respondi levando na brincadeira.
- Então me passa seu celular de novo.
- Hahahaha. É esse.
Ele pegou e ligou. Peguei meu celular na bolsa e ele perguntou:
- Tocando?
- Tocando.
- Prazer, eu sou o Gustavo.
- Prazer, Liz.
E aí ele me deu aquele beijo. Até me esqueci da Marcela com o cara perseguindo ela.
- O que você faz Liz?
- Sou arqueóloga. Estou aqui em um congresso.
- Sério? De onde você é?
- Curitiba. E você faz o que?
- Geologia. E até quando você fica aqui na cidade? Está hospedada onde?
- Até amanhã, aqui mesmo no CEPE-USP.
Nisso, sinto um puxão na minha bolsa. Era a Marcela, que ainda não tinha ficado livre do cara me pedindo para salva-la com aquele puxão.
- Vou ter que salvar minha amiga ali. Tem um cara enchendo ela.
- Volta, viu?

- Que cara chato, Marcela. E ainda atrapalhou minha pegada.
- Liz, tem um tempão que ele está me enchendo e só depois que fui lá te atrapalhar.
- Mesmo assim, o cara era gente boa, e gatinho.
- Ah Liz.
- Vamos lá no pessoal.

- Eta vocês duas, vi vocês pegando ali. - Falou um amigo nosso rindo.
- É, e a Marcela atrapalhou minha pegada. - Falei rindo.
- Eu não peguei aquele cara não, cara chato. E não te atrapalhei Liz, só queria sair de lá.
- Volta no carinha seu lá agora Liz. - Falou esse meu amigo.
- Ah não. Vou dormir já. Estou cansada.
- Pediu para parar Liz? - Ele riu.
- Tipo isso. Vamos Mah ou você vai ficar?
- Vamos.

Enquanto fomos embora fui pensando o quanto ainda estava chateada com o João, mesmo depois de tudo. Marcela percebeu isso. Até por isso resolvi ir embora mais cedo. Ela falou alguma coisa, mais nada que fizesse muito efeito. Essas coisas, só com o tempo mesmo. Sei que quando chegamos no alojamento peguei meu celular e tinha uma mensagem recebida. Estava escrita o seguinte: "Adorei te conhecer, posso te ver amanhã? Beijos. Geólogo USP." Mostrei para Marcela. Ri e fui dormir.

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Gossip Girl

Gossip Girl finalmente está de volta com sua 4ª temporada! (Para minha felicidade, e para metade das minhas amigas!) E como estou aqui baixando o 1º episódio, resolvi fazer um post para incentivar a todas a esse vício que é a série. Repleta de fofocas, chanel's e dior's meu casal preferido da ficção Chuck e Blair finalmente está de volta.
Para quem não conhece a série vou deixar aqui o trailler e alguns fotos para ver o que está perdendo.
Trailler:


Sinopse:
A série, sobre jovens estudantes das escolas de elite (Constance Billard - para moças -, e St. Jude’s - para rapazes), no Upper East Side de Manhattan em Nova York, segue Serena van der Woodsen (Blake Lively) a partir do seu retorno à cidade após fugir e ter se mantido fora do alcance de amigos e conhecidos. Os acontecimentos e histórias de cada personagem são narrados por uma anônima (voz por Kristen Bell), que atendendo pelo pseudônimo "Gossip Girl" (A Garota do Blog, em português) é autora do blog homônimo. Surpresa com a volta da melhor amiga, Blair Waldorf (Leighton Meester) se contenta excluindo socialmente e mantendo distância de Serena depois da perda de contato durante sua ausência. O círculo jovem é completado pelo namorado de Blair, Nate Archibald (Chace Crawford) e seu amigo de infância, Chuck Bass (Ed Westwick), e os irmãos até então "apagados" Dan Humphrey (Penn Badgley) e Jenny Humphrey (Taylor Momsen), além da amiga de infância de Dan, Vanessa Abrams (Jessica Szohr). Fazendo parte da trama há também o irmão de Serena, Erik (Connor Paolo), sua mãe Lily van der Woodsen (Kelly Rutherford); e Rufus Humphrey (Matthew Settle), separado de sua esposa Alison (Susan Misner), pais de Dan e Jenny.

Fotos:





Primeiro episódio da quarta temporada:                                                                                                  

XOXO

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Look do dia - Barzinho.

Looklet
Look para sair para algum barzinho aqui em São Paulo. Estou arrumando para sair com a Ane, e me inspirei nesse site para criar look's. Quem quiser conhecer é só clicar aqui: Looklet
Então beijos! Hoje tem!

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

- Desculpa, não queria te acordar.
- Cadê a Marcela?
- Bom dia para você também, Liz. - (Ele veio e me deu um beijo.) - Ela ainda está dormindo, vai dormir mais também. Vou tomar banho, tenho que ir para o serviço.
- Bom dia João. - Virei para o lado e tentei dormir, mas foi em vão.
Fiquei rolando na cama até que ele saísse do banho e pensando na noite passada. Quando ele finalmente saiu, todo lindo com aquela roupa social parou e ficou olhando um tempo para mim.
- Não conseguiu dormir mais?
- Não. Você já tem que ir para o trabalho?
- Já, mas posso ficar uns dez minutos deitado com você e te fazer dormir de novo.
- Então deita aqui comigo.
- Você dormiu bem?
- Aham.
Então fechei os olhos e ele ficou passando a mão nos meus cabelos, fazendo carinho. Não sei se ficou os dez minutos, mas sei que dormi de novo.

- Liz, posso entrar?
- Pode, Marcela. Nossa que horas são? (Quando eu acordo, acordo assim super assustada)
- Quase 11:00.
- Você acordou agora? Nossa dormi demais, preciso de um banho.
- Foi. Também preciso. Mas antes me conta da sua noite. Quero saber de tudo.
- Hahahaha. Foi ótima Mah. E a sua? Perdeu a vergonha da primeira vez com o Márcio?
- Foi muito bom, mas claro que eu fiquei com vergonha. Não sabia muito o que fazer. E você o João, foi a primeira vez que vocês transaram?
- Não. João foi o primeiro cara da minha vida. Nosso caso realmente é de anos.
- Ah Liz, me conta! Como foi a primeira vez de vocês, a sua primeira vez.
- Hum, ah tinha tempos que a gente já ficava. Assim sempre que eu venho pra São Paulo, sempre rola. Ele é amigo do irmão da Anelise, e acabou ficando amigo dela também; e eu o conheci e desde então nós ficamos. Acho que eu tinha uns 17 anos quando fiquei com ele a primeira vez com ele.
- E como foi a primeira vez? Você já estava mais velha?
- Já. Nós estávamos em um hotel de um amigo da Ane, em uma cidade no interior aqui de São Paulo. Eu tinha bebido um pouco, e ele me levou para comer sanduíche. Aí tinha um mirante na cidade, acabamos subindo lá de carro... Estava super tarde, de madrugada. Acabou que foi no carro mesmo.
- NO CARRO? Liz?
- Ah, mas foi ótimo. E não me arrependo de nada. Eu já tinha muita intimidade com ele, quando aconteceu. Tenho mais intimidade com ele na cama do que tive com meu ex-namorado, me sinto mais a vontade sabe? Então não me arrependi não.
- Sei. Mas eu também gostei da minha experiência ontem a noite. Acho que toda mulher deve ter uma noite assim, um sexo casual.
- Eu acho que nós problematizamos demais tudo. É tudo questão de sentir, e saber se cuidar. Enfim.
- Você acha que mulher pode sair por aí transando com qualquer um?
- Qualquer um não. Mas não precisamos ficar colocando tantos estereótipos no assunto. Tipo, só se for namorado, só depois do casamento. Mas isso vai de cada pessoa. Respeito cada pensamento
- Entendi. Mas adorei a experiência com o Márcio, dá um tesão diferente.
- Hahahahaha. Porque você fez sexo, antes você fazia amor. É diferente mesmo, mas vamos arrumar porque eu quero fazer compras agora.
- Vamos, Dona Liz Marinho. 

sábado, 4 de setembro de 2010

Garimpo!


Se tem uma coisa que eu gosto (além do martini) é de comprar. Como eu fui pra São Paulo, não poderia deixar de fazer comprinhas. Claro, que minha conta bancária não estava me permitindo nem passar perto da Oscar Freire ou do Iguatemi... (Infelizmente =/) Mas mesmo assim, andei e dei uma garimpada por lá e comprei várias coisinhas. (E todas por até R$30,00) Vou deixar algumas como dica para vocês.  
1- De Salto Alto. Filme do diretor Pedro Almodóvar. (Para quem já me conhece sabe o quanto eu adoro os filmes do Almodóvar, aliás tenho até um box com várias e quando vi esse que ainda não tinha; não pude deixar de comprar. Adorei o filme. Depois deixo a sinopse aqui para vocês.) Achei esse filme lá USP, existem várias banquinhas e feirinhas na Cidade Universitária. R$10,00.
2- O Túmulo Dos Vagalumes. Anime. (Também amo animes!) Esse anime encontrei no Bairro Liberdade R$10,00.
3- Soro Defrizante C.KAMURA 100ml. Protege os fios contra o calor da prancha, auxilia na escova, prolonga o efeito liso. Para cabelos naturalmente loiros, tingidos ou com mechas. (Fiz o teste ontem a noite, e aprovei o resultado. Realmente me facilitou na hora da escova.) Encontrei no Bairro Liberdade  Loja Susy Beauty R$ 22,00.

4- Sombra Jordana 1.84g. (Não faço a mínina idéia de que marca essa essa. Mas quando olhei para a cor dela achei ela muito linda, é um verde bem escuro, quase um grafite e com brilhos. Tentei mostrar na minha mão ali, mas a foto não ficou muito boa porque é de celular e eu nem tenho noção de onde está minha máquina. Enfim, passei ela ontem de noite e ficou muito lindo.) Bairro Liberdade R$4,00.
5- Cinto preto de laçinho. (Disse a moça que me vendeu que é o cinto da moda. Particularmente só comprei porque achei bonitinho, mas depois já vi umas 3 meninas com o mesmo cinto; então deve ser moda mesmo.) 25 de Março R$8,00.

6- Cinto de tachinha. (Estava louca com um cinto assim, desde que vi a Carrie usando com um vestido rosa no filme Sex and the City. Ele dá duas voltas e fica lindinho se souber combinar direito.) Galeria do Rock Loja Fatum Rock Bazar R$15,00.
7- Bolsa cinza. (Porque sempre precisamos de mais uma bolsa né?) Bairro Liberdade R$30,00.


8- Blusa bonequinha de luxo. (Amei! *-* E ela já veio customizada assim. Linda!) Galeria do Rock Loja Red Rose R$20,00.
9- Camiseta Sex Pistols. (Liz, então você é punk? Hahahaha. Não, não sou. Sem estereótipos galera, só acho que podemos pegar várias coisas misturar e formar um look legal. E ainda vou customiza-la. Mas eu curto a banda sim, até porque senão nem usaria uma blusa deles.) Galeria do Rock Loja Fatum Rock Bazar R$25,00.


10- Boton The Who. (Esse foi presente da Marcela, porque ela sabe que eu adoro The Who. *-* Obrigada Mah.) Galeria do Rock [o preço não sei porque foi presente.]
11- Bolinhas de prazer de Sexshop. (Sim porque mulher também pode comprar brinquedos, POR QUE NÃO? Ainda não testei para dizer se é bom, quando testar digo aqui.) 25 de Março R$3,50.
12- Dadinhos de posição de Sexshop. 25 de Março R$7,00.

Gostou das dicas? Deixa um comentário aí então amiga.

domingo, 29 de agosto de 2010

- Mas como ele é? - Perguntou minha amiga Marcela, 21 anos, estudante do último ano de arqueologia.
- Ah, não sei explicar. - Respondi.
- Mas ele é alto, moreno, gordo? - Ela perguntou de novo.
- Sei lá, alto, não é gordo mas não é magro e tem cabelo escuro. Não sei descrever pessoas. - Tentei explicar.
- Eu estou vendo a cilada que você vai me meter! - Marcela falou.
- Cilada nada. Cilada é esse alojamento que estamos, mofado e com banheiro comunitário. Lá os meninos estão em um flat. Com certeza muito melhor que aqui.
- Mas você está de boa porque você fica com o João tem anos. Eu nem conheço esse amigo, e você quer me levar para lá. E outra, o João chamou você para ficar lá com ele, não para me levar junto.
- Mas eu falei que você estava comigo, ele convidou você também. Vamos, se você não gostar do Márcio... Você não fica com ele, dorme na sala. Eu fico com você lá até você dormir, que nem menino pequeno. Pelo menos lá você vai tomar banho sem ninguém ficar te olhando.

Nós estávamos em São Paulo, pois iríamos apresentar um trabalho em um congresso que estava rolando na USP, e quando chegamos vimos que o alojamento que tínhamos pagado não era tão legal assim. (Para não falar que estava mofado e abafado. E que estava pensando que o alojamento seria uma ótima opção, já que ficaríamos até tarde lá, e aí não precisaríamos pegar ônibus ou metro para ir para outro lugar.) E um affer meu, João, 29 anos, cientista da computação, estava me chamando para ir pra São Paulo há tempos, e ficar na casa dele. Juntei o útil com o agradável... Marcela, acabou por concordar de irmos.

- Oi, eu sou amiga do João. Ele falou que ia deixar uma chave aqui para mim, porque ia chegar tarde do serviço. - Falei com o porteiro.
- Qual seu nome? - Ele me perguntou.
- Liz.
- E o nome do seu amigo?
- João Morais... Ou Moreira. Alguma coisa assim. A chave não está aí? Vou ligar para ele então.
- Morais ou Moreira? Você fica com o cara há 6 anos e não sabe o nome dele? - Marcela perguntou.
- Ah, já fiquei com tantos Joãos.
- Agora o porteiro deve estar pensando que somos garotas de programa. Porque vindo para casa de dois rapazes solteiros, e você me solta uma dessa.
- Garotas de programa, nada de luxo né? Olha essa minha mochilas velha e eu estou de havaianas. - Eu ri.

Até que o João chegou lá para deixar a chave para nós, o porteiro ficou olhando para nós e rindo demais. Mas eu estava tão cansada, e com tanta fome para ficar prestando atenção nele ou no que ele estava pensando.

- Eu vou te matar. Achei que ia chegar aqui, a chave já estaria aqui. - Falei assim que vi João virando a esquina.
- Oi Liz! - Ele respondeu e veio me abraçar.
- Nem me abraça, preciso de um banho. - Ri.
- Nossa, eu vou ficar uma hora em baixo do seu chuveiro, e vou comer toda sua geladeira. - Falou Marcela, que já foi se apresentando. (E o porteiro olhando.)
- Vou deixar vocês aqui, tenho que voltar para o trabalho. Quando eu chegar nós saímos. Vocês vão ficar bem? - João falou.
- Vamos sobreviver. - Respondi.

Quando o João chegou, resolvemos que iríamos sair para jantar. Esperamos o Márcio chegar, e pronto. Marcela já olhou para mim com aquela cara: "Obrigada por não me meter em uma cilada!" Os dois deram super certo. Saímos, jantamos e ainda fomos jogar boliche. Mas eu estava tão cansada que demonstrava claramente isso.

- O João quer morrer com esse sono da Liz - Márcio falou para Marcela.
- Como é que é? - Perguntei.
- Nada. - Marcela falou.
- Não acho legal quando quatro pessoas estão juntas e falam de uma sem que ela possa ouvir. - Ri.
- Vamos embora, a Liz está com sono. - João disse.

Quando chegamos, João foi arrumar o quarto. E Marcela chega em mim super constrangida.
- Eu nunca dormi com um cara na primeira vez que saio com ele. Alias, ele vai ser o segundo da minha vida. Eu só namorei. E foram quatro anos. - Ela me contou.
- Hahahaha, abraça o capeta agora querida. Relaxa e vai. - Ri
- Que vergonha Liz.
- Vergonha nada. Você vai embora depois, nem mora aqui. Se você está com vontade, vai.

E foi. Entrou no quarto e nem quero saber o que foram fazer. Alias, nem preciso dizer. Quando entrei no quatro do João, ele olhou para mim e disse:
- Você está cansada né? Quer dormir?
- Não. Não quero dormir.
- O que você quer então?
- Eu quero você.
Ele olhou para mim, riu e me abraçou. Quando ele dormiu abri a janela do quarto e fiquei olhando para São Paulo. Fiquei em silêncio olhando a vida que se passava lá fora, e ele deitado. Até que ele levantou, me abraçou, me beijou e ficou comigo na janela. Fazendo nada. Só olhando tudo e jogando conversa fora. Se bem que naquele momento, nem precisaríamos dizer nada. O momento já dizia por si só.

sábado, 28 de agosto de 2010

Cleptomania de verdade


Hoje sou eu, Marina, 21, atriz e cleptomaníaca nas horas vagas, quem vai fazer um post especial aqui pra Liz. A Liz está/esteve em São Paulo essa semana e eu fiquei com a tarefa de postar aqui sobre a formatura da Carol. Sim, agora a Carol é fisioterapeuta. E claro que, com isso, temos uma grande festa para ir. Tudo gira em torno de cabelos, vestidos, sapatos, maquiagem.... Tudo lindo!
A festa estava maravilhosa! A Carol usou um vestido laranja que ficou maravilhoso nela!
Mas, como toda boa festa de formatura, tem que rolar uma história marcante. Depois de muito dançar, beber e divertir... chegou a hora de ir embora. O dj já estava expulsando a gente, acendeu a luz e tudo! hahahah Então, fui procurar a Carol para dar um grande abraço de parabéns e me despedir.
- Claro que a Carol está perto da mesa de comida. Olha lá ela. - falou Alice, quando perguntei onde ela estava.
Andei até lá e dei um grande abraço na minha amiga. Afinal, ela estudou e batalhou por isso, merecia mais que ninguém todo o mérito e uma noite perfeita.
Quando estou quase indo embora, olho para o arranjo da mesa e digo "Um pinguim!" (pra quem não sabe, eu adoro pinguins!) Mas esse pinguim era feito de beringela com cenoura, um charme, que você pode conferir na foto acima.
- Quer levar ele pra você? - perguntou Carol.
- Sério? Quero! - Falei, sorrateiramente.
Carol puxou ele do arranjo e me entregou.
- Acho que não pode sair daqui com parte da decoração não, heim. - falei.
- Vamos dar um jeito.
Carol foi na minha frente e eu segurando o pinguim, enquanto ela o tampava. Foi quando encontramos Ângela, uma de nossas amigas que, milagrosamente, estava carregando uma bolsa grande. Porque geralmente, as pessoas nem levam bolsa, ou levam aquelas miniaturas que nem se pode chamar de bolsa, onde todas as coisas ficam apertadas e não sua mão lá dentro pra procurar nada. Mas dessa vez, Ângela não podia estar com uma bolsa melhor em um lugar melhor.
- Ângela! Vem aqui! Vamos guarda isso na sua bolsa!! - falei mostrando o pinguim.
- Que isso? Vocês roubaram o pinguim? - perguntou ela, já rindo da nossa travessura.
- Sim! Ele é a coisa mais linda do universo! - falei e deslizei o pequenino para dentro da bolsa.
Carol, Ângela, Liz e eu rimos absurdamente disso.
- Vocês são doidas. - comentou Liz, mas isso não era nenhuma novidade.
- Vou falar pro meu pai que esse era o brinde da mesa da sua festa, Carol. - falei.
- Pode falar, manda ele cuidar direitinho do meu filhote!! - falou Carol, rindo.

Descemos tranquilamente com o pinguim contrabandeado na bolsa da Ângela e fomos embora. Antes de pegar o táxi, ainda encontrei um amigo, que viu o pinguim e também achou ele lindo.
Bem, a noite foi maravilhosa... Como, na verdade, são todos os momentos que eu divido com essas garotas. =)

Beijos pra vocês,
Marina :)

sábado, 21 de agosto de 2010

Festa de shop?

- Liz, preciso de um conselho seu.
- Diga, Rafa.
- Um cara me chamou para sair com ele.
- E desde quando isso é problema? Você não quer?
- Só que para ir em uma festa organizada por um sex shop.
- QUE? E é a primeira vez que você vai sair com ele?
- É.
- Nossa, pior que isso só se ele te chamasse para ir direto para o motel. Ou para uma festa de casal amiga. Que cilada.
- Sério? Então você acha que eu não devo ir?
- Eu não. Se vocês ficasse a algum tempo, tivessem algo. Mas o cara nem te conhece e vai te chamando assim... Do nada? Cilada. Você nem sabe quem vai. Vai que você não se sente bem. Sei lá.
- Verdade. Acho que não vou então.
- O que aconteceu com esses homens que agora em vez de chamarem a gente para um primeiro encontro em um restaurante, bar, cinema e até mesmo em uma boate já chama a gente para motel e festa de sex shop? Meu Deus.
- Não sei, mas também preferia que ele me levasse em qualquer um desses lugares acima.
- Então fala isso para ele. Querido, não vai dar para ir na festinha. Nada contra, mas para um primeiro encontro não me sentiria bem. Talvez em uma próxima. Vamos em outro lugar se você quiser.
- Vou falar. Obrigada Liz. Estou pensando aqui, ele realmente foi sem noção.
- Que bom que você percebeu!

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Um banho de morango!

Tomar aquele banho quando se está cansada é delícia né? Quando os produtos são cheirosinhos então nem se fala. Dá vontade de ficar horas e horas passando aquele monte de hidratante, creme para mãos, creme para pentear... E como tantas opções assim tentei separar alguns produtos de MORANGO que dá até vontade de comer para vocês se inspirarem na hora do banho, porque afinal é hora de cuidar e ficar linda né? ;9
Então vamos lá? Preparadas para essas delícias de banho?



1- Da Victoria's Secret Body Wash Strawberries and Champagnes 125ml $8,50 no site.
2-  Da Victoria's Secret Body Mist Strawberries and Champagnes 125ml $9,00 no site.
3- Da Lux Sabonete em Barra Supresas de Morango 90g R$0,95 em média.
4- Da Yes Sabonete em Barra Morango com Champagne caixa c/2 90g R$9,90 no site.
5- Da Yes Condicionador Love Morango 200ml R$ 16,00 no site.
6- Da Ecologie Sabonete Líquido Sedução Morango 480ml R$16,90 na SACK'S.
7- Da Yes Sabonete Líquido Love Morango 150ml R$ 17,90 no site.
8- Da Yes Sabonete Esfoliante Love Morango 150ml R$ 19,90 no site.
9- Da Yes Sabonete Íntimo Love Morango 150ml R$ 17,50 no site.
10- Da Victoria's Secret Eau de Toilette Strawberries and Champagnes 30ml $9,50 no site.
11- Do Boticário Sabonete em barra Beijo na Boca Morango com Limão caixa c/2 90g edição limitada R$22,90.
12- Kevin Nichols 30,70.
13- Da Akakia Body Splash Crazy Morango250ml  R$23,00 no site.
14- Da Yes Creme para Pentear Love Morango 200ml R$19,00 no site.
15-Da Yves Rocher Gel de Banho Morango 400ml 5.20€ na Beleza e Cosméticos Net.
16- Da Vizcaya Creme para Mãos Morango e Chantilly 60g R$14,90 na SACK'S.
17-Da Yes Desodorante Corporal Love Morango 115ml R$18,90 no site.
18-Da Victoria's Secret Body Butter Strawberries and Champagnes 200g $10,00 no site.
19 Da Avon Hidratante Corporal Morango e Goiaba 220g R$12,00 em média.
20- Da Akakia Hidratante Corporal Crazy Morango 240ml  R$21,00 no site.
21- Da Vizcaya Hidratante Corporal Morango e Chantilly 350ml R$17,90 no submarino.
22- Da Victoria's Secret Ultra-Moisturizing Hand & Body Cream Strawberries and Champagnes 200ml $9,50 no site.
23- Da Victoria's Secret Body Lotion Strawberries and Champagnes 250ml $9,00 no site.
24- Da Francis Sabonete em Barra Iogurte de Morango 90g  R$1,50 em média.
25- Da Avon Sabonete em Barra Morango e Goiaba caixa c/2 90g R$ 7,99 em média.
26- Da Racco Sabonete Íntimo Morango 210ml R$27,50.
27- Da Phytophilo Sabonete Líquido Morango com Chantilly 380ml R$19,90 no submarino.
28- Da Yves Rocher Sabonete em Barra Morango Silvestre 100g 3,10€ na Beleza e Cosméticos Net.
29- Da Phytophilo Sais de Banho Morango com Chantilly 500g R$19,00 no submarino.
30-Da Yes Shampoo Love Morango 200ml R$16,90 no site.

Sugestões para novos post's? Deixa aí nos comentários amiga.